sexta-feira, 6 de junho de 2014

Patrimônio Financeiro Maio/14 –> R$ 45.212,80 ou - 5.037,39 (- 10,02%)

Daniel Cormier (Mês de Maio) VS Dan Henderson (Simples & Próspero)




Olá Galera.
           Depois de muita resistência e má vontade da minha parte pra postar a atualização do meu humilde patrimônio, eis me aqui.
           Má vontade essa causada pela diminuição do meu caixa. No último Post desse tema (no mês passado) eu havia dito: “Investidor terminar o mês com menos do que quando começou? Isso não existe”. Pois é, queimei a língua.
           Mês de Maio é um mês pra esquecer ou pra tirar como lição. Parece que todos os imprevistos do ano surgiram nesse mês.
           E vamos aos detalhes sórdidos:
1 – Filho Doente
            Não é querer ser dramático não. Mas só quem tem filho pequeno em casa sabe da aflição (financeira e emocional) que é vê-lo ficar doente. É um saco. Narizinho entupido, bebê de manha, gemidos e choros, acorda de madrugada mais vezes e enquanto isso a fatura do cartão de crédito vai lá pra cima. Mas confesso que não consigo ficar de mal humor com ele em nenhum momento. Tudo isso vale a pena sim, pois nessas horas não tem dinheiro que pague ver seu filho gozando saúde. E Graças a Deus ele está bem melhor.
2 – Carro para a Empresa
            Depois de muito explorar o carro da minha mãe fazendo minhas compras para os clientes, chegou a hora de ter meu próprio carro para trabalhar. Já comecei a pagar algumas parcelas que não é nada barato: R$ 975 mensais mas só durante 18 meses. É um instrumento de trabalho necessário e não posso fugir disso.

3 – Mercado
            Bastou meu amigo BBB me perguntar se na área em que eu trabalho há momentos de pico, que nesse mês pareceu que todos os navios combinaram de não comprar comida.
            Todo ano há um mês em que as vendas caem e isso é normal. Muitos contratos de tripulantes (que são semestrais ou anuais) vão chegando ao fim e isso abala as companhias resultando na economia de Rancho pro Navio.
            Para vocês terem idéia, eu só consegui fazer meu primeiro suprimento do mês no dia 20/05. #Tenso.
            Outro baque: Meu principal cliente não está mais pegando rancho comigo. Resolveu trocar de fornecedor. Como não existia contrato entre nós, ele resolveu mudar alegando umas desculpas sem muito fundamento. Tentei conversar mas não teve jeito. Paciência. No comércio certas coisas acontecem sem entendermos a razão mas sei que naquele mato tem cachorro (interesses por trás dessa mudança).

Investimentos
            Motivado por um amigo daqui da Blogosfera, resolvi colocar um dinheirinho em Fundos Imobiliários. Investi um total de R$ 8.026 em Fii.


            E o resultado de tudo isso...

           

           Bem, chega de chororô e mimimi. O que passou passou. Com fé em Deus, muito trabalho e planejamento a gente se levanta e continua na caminhada. E sem contar que nem tudo foi tristeza nesse período. Comecei aplicar em Fundos Imobiliários, tô conhecendo uns investidores em Bolsa de Valores que percebi que sacam muito da área, meu filho tá crescendo e com ótima saúde, meu casamento tá uma bênção, a igreja aonde eu congrego está mais envolvida em missões e é isso o que importa.
         E para abrilhantar os olhos, olhem esse lindo navio que eu abasteci:
        
1- Vista do Navio pelo Píer; 2- Sala de Controle de Carga
3 - Escritório do Capitão e a minha mão já coçando pra receber o pagamento hehehe;
4 - Minha Caminhada na Passarela já de saída do navio.

         Termino o Post dizendo o mesmo que o Grande Campeão Renan Barão disse após perder seu cinturão nesse turbulento mês de Maio.
"Vou recuperar o que é meu"

Abraços.
            
            

terça-feira, 3 de junho de 2014

Carpe Diem

            
            É possível estar feliz durante o período de trabalho? É possível ter alegria durante o expediente? Por que chamamos de Happy Hour (hora feliz) apenas o o que vai rolar após a 18ª hora do dia e de uma Sexta Feira, diga-se de passagem?
Quando acreditamos que só essa hora pode ser chamada como o momento da alegria, estamos aceitando que antes desse momento chegar o que prevalece é a tristeza e que até lá, só nos resta sobreviver.
            Já perceberam que desejamos e focamos todas as nossas ansiedades naquilo que não temos? Contemplando um mundo que ainda não existe ao nosso redor?
             “Ai quando eu tiver meu 1º Milhão aí sim eu vou me realizar”, “Ui quando eu estiver no Exterior”. Parece que quando nossos desejos se realizarem, nós nem mais ligaremos pro futuro pois o que queremos curtir mesmo intensamente é o presente (= futuro já realizado).
             
             Acabamos não curtindo o que temos hoje ou simplesmente o que somos atualmente. Tenho que confessar que eu preciso viver mais o presente, fazer minha parte para construir o futuro no tempo que se chama hoje crendo que o amanhã pertence à Deus.
            “Desejo é pelo mundo que falta. Alegria é pelo mundo que não falta pois é um momento em que você se satisfaz, ou se completa pois é a hora em que a vida vale a pena por ela mesma, eu tô me dando muito bem, o mundo é do caramba, é nóis. Não somos só desejo mas também alegria.” (Professor e Palestrante Clóvis de Barros).

            Segue abaixo os 2 Vídeos Super interessantes que inspirou esse Post. Realmente vale a Pena conferir

video


video



            Abraços.